ARCO, TARCO OU VERVA

fevereiro 18, 2010

A tradição oral conta que os campineiros, num tempo em que Piracicaba e Campinas nutriam rivalidades, provocavam os piracicabanos com a história de um homem que foi a um salão de barbeiro. Após ter o rosto barbeado e escanhoado, aquele piracicabano teria ficado em dúvida diante da pergunta que o barbeiro lhe fez : desejava ele, para a pele do rosto que o barbeiro lhe aplicasse alcool, talco ou Agua Velva.   – Arco ou Tarco ? Teria perguntado o barbeiro.   – Verva…teria respondido o piracicabano optando pela Agua Velva.

Vamos então ao DICIONÁRIO CAIPIRACICABANO.

ARCO DA VÉIA :  Essa o mundo todo conheçe, a coisa velha, coisa dificil de se acreditar. Quando aluno fica enchendo o saco do professor de História, este responde ¨SE OCÊ QUISE SABE COISAS DO ARCO DA VÉIA ESTUDE MAIS QUE OCE CONSEGUE¨

TALEQUÁ : Quando as coisas ou as pessoas são muito semelhantes entre sí, diz-se que elas são talequá. Pai fala pra filha : OCÊ É TEIMOSA TALEQUÁ SUA MÃE.  E a mãe fala pro filho : OCÊ É LAZARENTO TALEQUÁ SEU PAI.

ISCARDÁ : Ficar com medo, com receio. Vem do gato escaldado, aquele que tem medo de agua fria. Pai, antes do filho se casar sempre avisa : OCÊ TEM QUE FICAR ESCARDADO. A VIDA NUM É FÁCI. OIE PRA MIM…EU JA TO ESCARDADO

GRITALONA :  Muié que fala muito alto, que grita muito. No cinema, tem sempre marido falando pra companheira…¨FALA MAI BAIXO, Ô CARAIO. OCÊ TA MUITO GRITALONA. NINGUEM TA ASSISTINDO O FIRME