Pedido de amor

“Quando é o seu coração que pede, saiba que você já foi atendido mesmo antes de fazer o pedido.”

Havia uma linda princesa chamada Noa. Todos os dias, quando o sol estava para se pôr, ela cantava em gratidão por mais um dia. E todo o reino silenciava para ouvir sua linda canção. Todos sentiam uma grande paz. As crianças amavam a voz de Noa. Sua voz era um símbolo de amor dentro do reino.

Um dia, a voz de Noa silenciou. Noa não conseguia falar e nem cantar, e ninguém sabia o porquê. O rei, muito preocupado, pediu ajuda a todos os sábios do reino na tentativa de recuperar a voz da filha. Alguns traziam receitas caseiras, ervas consideradas milagrosas, outros a benziam. Mas nada surtia efeito e, assim, o reino caiu em profunda tristeza. As tardes já não eram tão especiais sem o canto de Noa.

E o tempo foi passando… Noa não era mais vista ao entardecer, e o rei estava em prantos pela dor de sua filha. Mas, numa noite fria, o rei ouviu batidas na porta do castelo. Ele próprio decidiu abri-la, quando viu um pobre mendigo a pedir por comida:

– Senhor dá-me de comer, tenho muita fome.

O rei, vendo o pobre homem, ordenou que dessem de comer ao mendigo. E então o mendigo disse ao rei:

– És um homem tão bondoso! Deste-me de comer quando eu mais precisava. Como posso retribuir tamanha generosidade?

– Não há nada que possas fazer. O meu maior desejo, ninguém pode realizar. Vá com Deus.

E assim, o mendigo saiu do castelo muito agradecido.

No dia seguinte o rei ouviu Noa chamá-lo. Subiu às pressas a escadaria do castelo e não acreditou ao ver que ela havia recuperado a voz. E o reino inteiro festejou pelo milagre ocorrido com Noa. Poderiam ouvir sua voz ao entardecer e os dias seriam felizes novamente. E o rei, em sua tamanha alegria, começou a questionar quem teria feito tal milagre. Foi quando lembrou-se do mendigo que esteve em seu castelo na noite anterior. Ele tinha um olhar diferente quando falou em retribuir ao rei pela comida dada.

– Sim, procurem aquele homem, porque se foi ele quem fez tal milagre, devo agradecer-lhe.

E então, saíram em busca do mendigo e o encontraram na floresta.

– És o mendigo que o rei procura? E o mendigo falou:

– Como está o rei?

– Então és tu quem realizou o milagre? Como conseguiste?

– Nada fiz senhor. Apenas pedi a Deus, com amor, que desse ao rei o que faltava-lhe. E quando pedimos com amor, nem mesmo Deus pode nos negar, pois sendo Ele o Amor, como poderia contrariar o Seu próprio pedido?

Autor Anônimo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: